Oficiais de justiça de quatro comarcas do Poder Judiciário de Mato Grosso recebem treinamento do Processo Judicial Eletrônico (PJe), nesta terça e quarta-feira (23 e 24 de maio), durante todo o dia, na Escola dos Servidores, em Cuiabá. São 39 profissionais de Barra do Garças, Nova Xavantina, Canarana e Novo São Joaquim que estão recebendo todas as informações sobre rotinas e fluxos de trabalho específicos da função.

As capacitações fazem parte do cronograma de expansão estipulado pela Coordenadoria de Tecnologia da Informação (TI) do Tribunal de Justiça, em decorrência das migrações do sistema do processo Judicial Digital (Projudi) para o PJe que estão acontecendo nas unidades judiciárias do interior.

De acordo com o instrutor Márcio Maciel, o programa oferece aos oficiais de justiça três funções básicas, como cumprimento de mandados, impressão e devolução, todas as ações virtuais, graças à ferramenta. “Num primeiro momento passamos a parte teórica, mostrando alguns procedimentos e comparando com o sistema anterior e num segundo momento acessamos a plataforma e fazemos todos os procedimentos para visualizar mandados, certificar dentro dos próprios autos, entre outros”.

Mauro Ilídio da Costa, que atua na comarca de Novo São Joaquim disse que com a migração do PJe o trabalho como oficial de justiça vai melhorar muito. “Trabalho há 31 anos no judiciário e agora com o PJe vai facilitar bastante, pois além disso teremos mais informações sobre os processos para auxiliar os nossos clientes no caso de alguma dúvida, por exemplo”.

Com 30 anos de serviços prestados ao Poder Judiciário, Antonio Cesar Santos é da comarca de Barra do Garças e também está participando da capacitação. Ele diz que esse novo sistema dará maior acessibilidade aos oficiais de justiça para o cumprimento do dever. “Com isso vai dar mais agilidade aos nossos cumprimentos de mandados e a expectativa é que seja implantado o mais rápido possível. 
Esperávamos há muito tempo essa digitalização dos processos e agora é realidade”.

No próximo dia 29 unidades judiciárias em Barra do Garças, Nova Xavantina, Canarana e Novo São Joaquim vão receber as migrações (clique AQUI para ver o cronograma). A partir dessa data, há uma fase de acompanhamento pela equipe da TI, que ficam nas comarcas dando suporte aos envolvidos na fase de adaptação.

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso já implantou o PJe em 157 órgãos julgadores do 1º e 2º Graus, entre varas judiciais, centrais de mandados, centrais de conciliação, juizados especiais, câmaras e turmas recursais.

Com isso, o Processo Judicial Eletrônico se torna uma ferramenta totalmente sustentável, já que, com cinco anos de instalação da plataforma em Mato Grosso, mais de 93 mil processos deixaram de tramitar de forma física.

TJ/MT
Assessoria TJ/MT