Em defesa da oficiala de Justiça de Cuiabá,  M.L, agredida verbalmente ao cumprir uma citação no edifício Piazza Di Sena, na semana passada, a diretoria do Sindojus/MT, encaminhou ofício ao presidente do Poder Judiciário de Mato Grosso, desembargador Rui Ramos e ao comandante-geral da Polícia Militar do Estado, Jorge Luiz Magalhães, solicitando providências.

Eder Gomes, presidente do Sindojus, disse que o Sindicato está em defesa da categoria e irá acompanhar a apuração dos fatos.

O comandante da PM, coronel Jorge Luiz, disse que irá encaminhar os fatos à Corregedoria da Polícia para apurar e tomar as providências.

"Todos os casos de desvios de conduta de policiais militares são encaminhados à Corregedoria. Nós vamos apurar. Nós defendemos nossos policiais militares, eu reafirmo a confiança em todos os policiais militares, mas o que a sociedade quer e a polícia militar quer é uma polícia militar enérgica, firme, mas que aja dentro da legalidade. Então podem ter a certeza a absoluta, que todos os desvios de conduta dos policiais militares serão apurados com todo rigor. Nós estamos ai pra ajudar a sociedade. Não se admite nenhum abuso de autoridade com oficiais de Justiça e nem com qualquer outro cidadão", disse o comandante.


Fonte: Assessoria Sindojus/MT
Foto: Assessoria Sindojus/MT