Depois de muita discussão e polêmica, os deputados derrubaram o veto do governo do Estado, sobre o Reajuste Geral Anual (RGA) dos servidores do Poder Judiciário de Mato Grosso.

O presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Maluf (PSDB), disse que a derrubada do veto demonstra coerência, uma vez que a  matéria já havia sido apreciada pelo legislativo em votação unânime e favorável.

A derrubada do veto do Judiciário garante que o RGA seja incluído na folha de pagamento deste mês ainda.

O presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça e Avaliadores de Mato Grosso (Sindojus/MT), Eder Gomes, disse que esperava que os deputados derrubassem o veto. Ele disse que tinha total confiança no bom senso e coerência dos parlamentares.

Eder também destacou o empenho e dedicação do presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ/MT), desembargador Paulo da Cunha, que manteve firme ao lado dos servidores.

“A postura do desembargador Paulo da Cunha foi irreparável, pois se manteve ao lado dos servidores, em nenhum momento pensou em recuar sobre o reajuste dos servidores. O presidente está de parabéns pela postura, firmeza e lealdade aos servidores”, disse Eder Gomes.

O veto havia sido assinado pelo então governador em exercício, Carlos Fávaro (PSD), quando Pedro taques estava em viagem internacional.

Fávaro, em seu veto argumentou “ausência de interesse público, considerando a grave crise econômica do Brasil e do Estado de Mato Grosso, e que apesar da independência financeira dos Poderes, o orçamento público é uno”.


Os servidores do Judiciário acompanharam a votação e comemoraram ao final da votação.

Fonte: Assessoria
Foto: JLSiqueira