A Escola dos Servidores do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) realiza na próxima segunda-feira (25 de abril) treinamento sobre o Processo Judicial Eletrônico (PJe), para advogados, das 9 às 12 horas, defensores, procuradores e promotores, das 14 às 18 horas, tendo em vista a implantação da plataforma no dia 26 de abril nas Turmas Recursais dos Juizados Especiais. Clique AQUI para se inscrever.
 
O curso será realizado no Espaço Justiça, Cultura e Arte Desembargador Gervásio Leite, nas dependências do TJMT.
 
Nesta segunda-feira (25.04) acontece capacitação para o público interno que irá trabalhar com o PJe. Neste dia o curso será para os servidores da secretaria das Turmas Recursais, das 8 às 18 horas. O treinamento tem prosseguimento nos dias 26 e 27, das 8 às 12 horas.
 
Nos dias 27 e 28 de abril será a vez de magistrados e assessores passarem pela capacitação, das 8 às 18 horas. Para o público interno o curso será na Escola dos Servidores.
 
O PJe facilita o cumprimento de prazos, possibilitando o envio de documentos via internet e facultando o acesso permanente a todo o conteúdo dos autos. A plataforma traz mais transparência, celeridade e praticidade ao processo.
 
O Tribunal de Justiça de Mato Grosso já implantou o Processo Judicial Eletrônico em 50 órgãos julgadores do 1º Grau, entre Varas Judiciais, Centrais de Mandados, Centrais de Conciliação e Juizados Especiais.
 
Histórico - A primeira comarca a receber o PJe por meio da migração de processos do sistema Projudi foi Santo Antônio de Leverger, em dezembro de 2015. Já em janeiro de 2016, o TJMT implantou o PJe em Segundo Grau, alcançando a Turma de Câmaras Cíveis Reunidas de Direito Público e Coletivo, a Terceira Câmara Cível (de Direito Público) e a Quarta Câmara Cível (de Direito Público). Em março deste ano foram realizadas implantações nas comarcas de Cáceres e Lucas do Rio Verde. Em Rondonópolis a ferramenta foi instalada no último dia 12 de abril e em Sorriso no dia 19 de abril. Também receberam a ferramenta os juizados das comarcas de Cláudia, Jaciara e Juscimeira.

Fonte: TJ/MT
Foto: TJ/MT