O presidente do Sindicato dos Oficias de Justiça e Avaliadores de Mato Grosso (Sindojus/MT), Eder Gomes encaminhou ofício na manhã desta quinta-feira (03.03) ao presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ/MT) desembargador, Paulo da Cunha solicitando providências sobre a insegurança dos oficiais de Justiça no Estado. 

“Oficiais de Justiça em seu labor diário vem sofrendo. Ressaltamos, inicialmente, o crescimento desenfreado da criminalidade, afetando diretamente esta categoria de servidores”, expõe. 

Eder relembrou o caso do oficial de Justiça, Benedito Rodrigues, assaltado e espancando em 19 de fevereiro enquanto trabalhava no bairro Cristo Rei, em Várzea Grande. 

“Inúmeros servidores tiveram seus veículos depredados, roubados, pastas com mandados furtados, inclusive, moto roubada no átrio no Fórum de Cuiabá e, em relação a isso nada foi feito, nenhuma ação em defesa destes servidores que arduamente, solidariamente, silenciosamente, tem misteres laborados nas ruas dos bairros de Cuiabá e Várzea Grande”, desabafou. 

E acrescentou: “Colocamo-nos em disposição para compor em caráter de emergência uma comissão para elaboração de estudo e apresentação de soluções que possam minimizar os riscos que esta categoria está exposta”. 

Izabella Araújo/ Assessoria Sindojus/MT
Foto: Reprodução