A diretoria do Sindicato dos Oficiais de Justiça e Avaliadores de Mato Grosso (Sindojus/MT) se reuniu ontem (24.02) com dois oficiais de Justiça que atuam em Juizados para discutir o excesso de mandados, e a falta de oficiais no local.
O oficial de Justiça, Benedito Xavier, do Juizado Especial do Cristo Rei, em Várzea Grande, explicou sobre o aumento do trabalho no local onde atuam dois juízes, e apenas cinco oficiais.

Segundo Xavier, em média cada oficial recebe 80 mandados ao mês o que equivale a 400 mandados no total para os cinco oficiais cumprirem. Conforme o oficial, o excesso de mandados tem causado diversos transtornos a eles, inclusive, a questão de segurança. 

Por conta do excesso de mandados, os oficiais são obrigados a excederem o horário comercial para dar conta do “recado”, e ficam expostos a riscos, como recentemente ocorreu com um colega que foi assaltado espancado e acabou na UTI.

“Os oficiais do Juizado participam dos plantões semanais, cumprem mandado de internação de dependentes químicos, cumprem mandados de toda a comarca, não tem zoneamento no Juizado, que fazem cargas de mandados no Juizado do Jardim Glória e Jecrim localizado no bairro Cristo Rei”, pontuou Xavier.

A proposta é que o Poder Judiciário aumente o número de oficiais nos Juizados, para não haver sobrecarga de trabalho.

De acordo com o presidente do Sindojus, Eder Gomes, a proposta de aumento será apresentada ao diretor do Fórum de Várzea Grande, juiz Luís Otávio Costa Marques, para que haja melhora no trabalho.

Gomes reforça mais uma vez para que os oficiais de Justiça que ainda não se sindicalizaram que sindicalizem, para que o Sindojus tenha cada vez mais representatividade e força na defesa dos interesses da categoria. 

Assessoria Sindojus/MT