No intuito de dar mais transparência e eficiência no pagamento dos proventos pagos pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), a Gerência de Cadastro do Departamento de Recursos Humanos prorrogou o prazo para o recadastramento de servidores aposentados e pensionistas para o dia 1º de dezembro (terça-feira). A atualização de informações é obrigatória e pode ser realizada de forma online ou presencial.

De acordo com Jarbas Rodrigues do Nascimento, técnico judiciário da Gerência de Cadastro, um número muito pequeno de servidores inativos não realizaram o cadastramento. “Dos 655 servidores aposentados e pensionistas, apenas 90 não realizaram o recadastramento. Embora represente menos de 15% do total, o recadastramento desses servidores é fundamental para garantir transparência nos pagamentos”, explica.

Este é o primeiro ano em que o recadastramento pode ser feito de forma online, diretamente na Página do Servidor (Intranet). A ficha, disponibilizada pela CRH, apresenta novos campos de documentação, que são exigidos pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Apesar do preenchimento online do formulário, os servidores que residem dentro do Estado precisam comparecer ao Tribunal de Justiça ou ao fórum da região para efetuar a prova de vida.

Para isso, um posto de atendimento foi montado no Anexo Desembargador António Arruda, das 8h às 11h e das 14h às 18h. Aqueles que estiverem impossibilitados de comparecer devem entrar em contato com a Coordenadoria de Recursos Humanos para que o Serviço Social vá ao seu encontro.

Os inativos e pensionistas que residem em outros Estrados também devem se recadastrar, por meio da ficha disponível online. Neste caso, é necessário o preenchimento do recadastramento de forma virtual; escritura de prova de vida reconhecida em cartório; foto 3x4 de no máximo seis meses; e termo de percepção, ou não, de proventos com firma reconhecida pelos Correios.

Todos os documentos devem ser encaminhados ao Tribunal de Justiça. O endereço para envio de documentação é: Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso – Anexo Desembargador António Arruda, 2º Andar, Coordenadoria de Recursos Humanos – Gerência de Cadastros, Centro Político Administrativo, s/nº. CEP: 78049-926.

Sobre a necessidade do recadastramento, Jarbas destaca ainda que: “todos devem ter consciência que o não recadastramento interrompe o recebimento dos proventos. Então, fiquem atentos ao prazo final”.

Para mais informações, basta ligar no telefone (65) 3617 – 3866.

Fonte: TJ/MT
Foto: Reprodução