A diretoria do Sindicato dos Oficiais de Justiça Avaliadores de Mato Grosso (Sindojus/MT) repudia veementemente, as críticas feitas pelo presidente do Sinjusmat, Rosenwal Rodrigues, quanto à atualização dos valores concedidos pelo Tribunal de Justiça do Estado, aos Oficiais de Justiça para cumprimento de mandado em ações de Justiça gratuita.

Rosenwal é oficial de justiça e deveria lutar em favor da categoria e não fazer jogo que atende apenas interesses pessoais. O problema do presidente do Sinjusmat, infelizmente, não é por conta da atualização dos valores das diligências aos oficiais, porque isso está assegurado pela Resolução 153 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), mas pelo simples fato do Sindojus/MT ter conseguido a Carta Sindical, o que impede Rosenwal de se perpetuar a frente do Sinjusmat, uma vez que o Sindojus - com o Registro Sindical junto ao Ministério do Trabalho -, ele não poderá ser mais candidato a presidente do Sinjusmat, razão pelo qual destila raiva e tenta jogar os servidores do Poder Judiciário contra os oficiais de justiça.

A diretoria do Sindojus lamenta e classifica a atitude do presidente do Sinjusmat como pequenez, já que ele buscou a justiça sem êxito para anular o Registro do Sindojus/MT.

Por fim, a diretoria do Sindojus/MT assegura à categoria que não irá se abater diante de mais uma tentativa desesperada de perpetuação no Poder do presidente do Sinjusmat, e continua lutando incansavelmente pelos Oficiais de Justiça. E que este tipo de atitude faz com que o Sindicato tenha mais força, pois ninguém “chuta cachorro morto”.

A diretoria aproveita para estender o convite aos colegas Oficiais Justiça que ainda não se filiaram, para vir fazer parte do Sindojus. Juntos, seremos cada vez mais fortes.


Fonte: Assessoria Sindojus/MT
Foto: Reprodução