Na tentativa de se perpetuar como presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário de Mato Grosso (SINJUSMAT), Rosenwal Rodrigues, ingressou com Ação no Tribunal Regional do Trabalho, 10ª Região, na Vara do Trabalho, em Brasília, para cassar o “Registro Sindical” do Sindicato dos Oficiais de Justiça Avaliadores do Estado (SINDOJUS/MT). 

A briga de Rosenwal é que a manutenção do SINDOJUS/MT irá impossibilitá-lo de permanecer à frente do SINJUSMAT, uma vez que perante o Ministério do Trabalho e Emprego, o SINDOJUS/MT é o único e legítimo representante dos oficiais de Justiça. 

Apesar de Rosenwal ser oficial de Justiça, ele quer manter a qualquer custo o SINJUSMAT como único representante da categoria no Estado.  Para isso, ele usou como argumento, uma lei que já foi revogada em 2008, na tentativa de induzir o juiz a erro. 

Além disso, Rosenwal omitiu o número correto de oficiais de Justiça. Na petição informou que seriam apenas 500 oficiais, entre aposentados e pensionistas, quando na verdade são mais de 800, sendo que 526 já estão filiados ao SINDOJUS/MT.

O SINDOJUS/MT irá contestar a ação, e ainda tomará todas as providências legais cabíveis, para que isso seja sanado de uma vez por todas, pois não é a primeira vez que Rosenwal age de má-fé contra a categoria. 

O SINDOJUS, inclusive ingressará ação por danos morais coletivo, contra Rosenwal por prejudicar a todo custo à categoria dos oficiais de Justiça. Clique aqui e confira na íntegra Petição.

Veja trecho do pedido




Fonte: Assessoria Sindojus/MT
Foto: Reprodução