A diretoria do Sindicato dos Oficiais de Justiça e Avaliadores de Mato Grosso (Sindojus/MT), se reuniu na manhã desta quarta-feira (04.03), com o juiz auxiliar da Presidência, Túlio Duailibi Alves, com a diretora-geral, Suzete Metello Taques, vice-diretora-geral, Vânia Monteiro e com o coordenador de Planejamento do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ/MT), Afonso Vitorino Maciel, para tratar da incorporação de periculosidade de 36 oficiais de Justiça que tiveram redução nos seus vencimentos.

Depois de quase uma hora de diálogo e ponderações, chegou a um consenso que o Sindojus/MT irá ingressar com processo administrativo com pedido de urgência, para que seja restituído o salário. Os oficiais que tiveram a perda salarial, devem encaminhar no email (sindojusmt@gmail.com), do Sindicato os holerites referentes aos meses de dezembro de 2014, janeiro e fevereiro de 2015, e os documentos pessoais para que o Sindojus/MT tome as medidas necessárias e acordadas em reunião.

A diretoria esclarece que os documentos devem ser encaminhados o mais breve possível, pois na próxima semana haverá sessão plenária, e o processo administrativo deverá ser julgado na referida sessão.

Para o presidente do Sindojus/MT, Eder Gomes, a reunião foi positiva, considerando que a diretoria do TJ/MT demonstrou boa vontade em resolver o problema.

“Vamos acompanhar de perto o processo administrativo. Mas se não resolver administrativamente, o Sindicato vai ingressar com mandado de segurança. Esperamos que não seja necessário, até porque a diretoria do Tribunal demonstrou interesse em solucionar o problema. O doutor Túlio, juiz auxiliar da Presidência já vem da diretoria passada, e já conhece nossa luta. Por isso, acredito que não haverá problema para resolver”, explica o presidente.

Mais informação: 65- 3358-9800

Fonte: Assessoria/Sindojus/MT
Foto: assessoria Sindojus/MT