A diretoria do Sindicato dos Oficiais de Justiça e Avaliadores de Mato Grosso (Sindojus/MT) ingressou com procedimento administrativo, solicitando à Presidência do Tribunal de Justiça do Estado (TJ/MT), que determine, imediatamente, a regularização da folha de pagamento de fevereiro de 2015, e o pagamento dos valores pagos a menor em folha suplementar para não agravar ainda mais os prejuízos dos oficiais de Justiça que tiveram cortes no salário.

A diretoria do Sindojus requer ainda, a correção imediata dos vencimentos dos Oficias de Justiça, e que seja analisado todos os casos onde houver redução, e a Presidência do TJ determine a correção.

O Sindojus argumentou que a redução de salário dos Oficiais de Justiça, é ilegal e inconstitucional, e prejudica toda categoria dos Oficiais de Justiça do Estado.

“A aplicação da lei 10255/2014 não pode acobertar redução de salário dos Oficiais de Justiça, pois é ilegal e inconstitucional, e prejudica toda categoria dos Oficiais de Justiça”.

O Sindicato expôs para a Presidência do Tribunal, que em alguns casos, a redução salarial chega a quase R$ 5 mil, e que o servidor não suporta tamanha redução.










Fonte: Assessoria Sindojus/MT
Foto: Sindojus/MT