O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Orlando Perri, cumpriu uma de suas principais metas de gestão e autorizou o pagamento de passivos aos servidores do Poder Judiciário.

No segundo semestre do ano o presidente ordenou que fosse realizada uma força-tarefa na área de Gestão de Pessoas a fim de verificar, servidor por servidor, aqueles que tinham algum passivo a receber.

A equipe trabalhou, inclusive aos finais de semana, para que o levantamento fosse concluído e o pagamento liberado antes do Natal. Houve um empenho pessoal do presidente, que tem trabalhado durante o recesso forense, para garantir que esta meta fosse cumprida.

Confira abaixo os pagamentos autorizados até 23/12/2014:

- Passivos liberados pelo CNJ, suspensos desde março/2009. O atual presidente intercedeu (encaminhou ofícios, foi ao CNJ pessoalmente) junto ao CNJ solicitando a liberação;

- Todas as Folhas de Abanos Pecuniários dos exercícios de 1999 até 2009 - Valor R$ 7.548.514,96

- Todas as Folhas de Licenças Prêmios dos quinquênios de 1999 a 2009 - Valor R$ 21.408.935,77

- Todas as Folhas de Licenças Prêmios dos quinquênios de 2004/2009 até 2009/2014;

- Todas as Folhas de URV de servidores (período dos 03 anos (03/98 até 02/2001)) - URV servidores:Valor R$ 41.008.023,03

- Folhas de auxílio funeral - Valor R$ 53.936,77

- Folhas de abono permanência - R$ 1.395,79 e 55.292,12 4.762

Folhas liberadas em 19/12/2014

Folha de Abono Pecuniário 2009 a 2014 - R$ 1.917.548,44

Folha de Licença Prêmio 2004 a 2009 - R$ 1.043.224,02

Progressão Horizontal Folhas 418-419-420-421-422-423= Total Bruto = R$ 2.621.305,09


Fonte: TJ/MT
Foto: TJ/MT