Um oficial de justiça foi assassinado com dois tiros no peito, na tarde da última terça-feira (11.11), na BR-393 (Rodovia Lúcio Meira), em Barra do Piraí, no Sul do Rio de Janeiro. De acordo com a Polícia Civil, o corpo de Francisco Pereira Ladislau Neto, de 25 anos, foi encontrado às margens da estrada, na altura do bairro Belvedere da Taquara.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o crime aconteceu depois que ele levou uma intimação a um morador do bairro Santo Antônio. A perícia informou à equipe de reportagem do RJTV que a vítima, natural do Espírito Santo, também teria sido atropelada enquanto tentava fugir pela rodovia. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) da cidade.

A polícia disse ainda, que o suspeito fugiu com o carro e o abandonou no bairro Matadouro, a 3 km do crime. O veículo foi levado, danificado e com marcas de disparos, para a 88ª Delegacia de Polícia (Barra do Piraí), onde a ocorrência foi registrada.

Suspeito  preso - Um homem de 51 anos foi preso na noite da última terça-feira (11), em Barra do Piraí, no Sul do Rio de Janeiro, suspeito de envolvimento no assassinato do oficial de justiça Francisco Pereira Ladislau Neto. Segundo a Polícia Militar (PM), ele foi encontrado na casa de um familiar, no bairro Química, onde agentes chegaram após denúncia.

Francisco Neto, de 25 anos, levou dois tiros no peito e ainda foi atropelado. Ele foi morto enquanto trabalhava: havia ido levar uma intimação a uma moradora do bairro Santo Antônio, de acordo com a Polícia Rodoviária. O corpo do oficial de justiça, natural do Espírito Santo, foi encontrado às margens da BR-393 — Rodovia Lúcio Meira —, na altura do bairro Belvedere da Taquara.

Segundo o delegado adjunto da 88ª DP, Alexandre Neto, a intimação era destinada à mãe do suspeito do crime, que teria discutido com Francisco e o matado. O delegado disse também que ele escondeu a arma do crime na casa de um amigo, mas ela foi localizada e apreendida. O suspeito foi levado para a 88ª Delegacia de Polícia (Barra do Piraí) e transferido, na tarde desta quarta-feira (12) para o Complexo Penitenciário de Bangu, na Zona Oeste do Rio .

Foto: Júlio Araújo














Fonte: G1/RJ
Foto: Reprodução